Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





 

O que visitar em Coimbra - monumentos - universidade de coimbra

 

Coimbra é conhecida como a cidade dos Estudantes. A tradição universitária de Coimbra já tem séculos de existência. D. Dinis fez erguer aqui a primeira universidade do país. Ainda hoje os estudantes são a alma desta cidade. Fados cantados ao luar, noites de festa e alegria que atingem o seu auge na altura da Queima das Fitas. Mas Coimbra também vale por si própria uma visita cuidada. "Do Choupal até à Lapa", dê uma volta e deixe-se encantar…
Coimbra divide-se entre a Cidade Alta (onde se encontra a Universidade) e a Cidade Baixa (onde se encontra o centro administrativo e comercial). A Universidade e a Biblioteca Joanina, com direito a uma visita guiada por um verdadeiro especialista, a Sé Velha e a Sé Nova, as várias Repúblicas, o Arco de Almedina e a Praça Velha são apenas alguns pontos a visitar.

 

Locais a visitar em Coimbra

Locais históricos em Coimbra

Universidade de Coimbra - Originalmente fundada em Lisboa no reinado de D. Dinis, esta universidade foi transferida para Coimbra em 1537, onde ainda se mantém. Para além da grandiosa arquitectura de todo o complexo, a biblioteca joanina datada do século XVIII é o seu maior tesouro e irá encantá-lo com a opulência de inspiração barroca, as pinturas trompe d’oeil e as infindáveis prateleiras de livros. Com mais de 250 000 obras, estas relíquias ancestrais são impecavelmente preservadas com a ajuda de uma colónia de morcegos que habita a biblioteca e se alimenta dos insectos durante a noite.

Conímbriga - Conímbriga constitui um dos maiores complexos de ruínas romanas do país e é um excelente local para ter uma visão dos tempos passados. Os artefactos descobertos nas escavações provam que Coimbra foi habitada pela primeira vez durante os séculos VIII e IX a.C., tendo emergido como uma sociedade próspera apenas durante a ocupação romana na segunda metade do século II a.C. Poderá contemplar as muralhas da cidade, os mosaicos, exemplares extraordinários de modernos sistemas fluviais, os banhos termais e vários edifícios. O Museu de Conímbriga é um dos mais famosos do distrito e contém um espólio interessante de objectos encontrados durante as escavações no local.

Igreja de Santa Cruz - Outrora um importante local onde se reunia a elite intelectual do país, este antigo mosteiro obteve o estatuto de Panteão Nacional em 2003 e abriga os túmulos dos primeiros reis de Portugal – D. Afonso Henriques e D. Sancho I. Embora fundado durante o século XII, a estrutura foi totalmente renovada quatro séculos mais tarde pelo rei D. Manuel I, que alterou a arquitectura original do mosteiro para o estilo Manuelino. O Claustro da Manga, em estilo Renascentista, é a principal atracção da igreja e deve o seu nome ao facto dos esboços da sua estrutura terem sido encontrados na manga do gibão do rei D. João III.

Mosteiro de Santa Clara-a-Velha - As fascinantes ruínas deste mosteiro são um dos primeiros exemplares da arquitectura gótica do país. Após a morte do rei D. Dinis no século XIV, a rainha Santa Isabel (conhecida também como a Rainha Santa) fundou o mosteiro e dedicou o resto da sua vida à religião. Graças à sua profunda devoção e generosidade, a rainha foi canonizada após a sua morte e tornou-se uma das santas mais veneradas de Portugal. Este monumento também marca o local onde Inês de Castro, a eterna e trágica amante de D. Pedro, seria assassinada por tentar prosseguir com o seu amor pelo futuro rei de Portugal.

 

Natureza

Passeios de barco no Rio Mondego - A viagem a bordo do Basófias dura sensivelmente uma hora, através de um percurso ao longo do rio Mondego e dos seguintes pontos de interesse: Ponte de Santa Clara, Ponte Açude, Praça da Canção, Lapa dos Esteios, Ponte Rainha Santa Isabel, Quinta das Varandas e Ínsua dos Bentos.
Jardim Botânico - São várias as possibilidades de visita ao Jardim Botânico, com percursos pensados para todos os públicos, incluindo grupos escolares, de vários níveis de ensino.
Mata Nacional do Choupal - Esta floresta, cujo nome se deve aos inúmeros choupos que aí se encontram, foi plantada durante o século XVIII para deter o rio Mondego. Hoje, os visitantes podem desfrutar da sua tranquila localização à beira-rio, admirar as belas árvores, praticar desporto e passear a cavalo.

Quinta das Lágrimas - Este jardim romântico ecoa a trágica história de amor entre D. Pedro e Inês de Castro – uma lenda que inspirou a literatura, poesia e música. Repleta de árvores e fontes antigas, com um palácio do século XIX e ruínas neogóticas, este local está envolto pela mais pura beleza. A famosa Fonte das Lágrimas, bem como a vegetação escarlate que nela se encontra, evocam simbolicamente as lágrimas e o sangue derramados por Inês de Castro quando foi tragicamente executada em 1355 por ordem do pai de D. Pedro, o rei D. Afonso IV.

Hotéis recomendados em Coimbra

 

Fontes:Turismo de Coimbra wikitravel.org Portugal-live.net  Portugaltravelguide

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:50